Uncategorized

Óleos Essenciais para a SÍndrome do Intestino Irritavel , IBS/ SII

ÓLEOS ESSENCIAIS BENÉFICOS PARA A SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL

Você sabia que o intestino possui uma espécie de “segundo cérebro”?

Responsável pelo processo digestivo, o intestino possui um sistema nervoso próprio, com hormônios e enervações encontradas apenas neste órgão, que se encarregam pelo seu bom funcionamento.

As disfunções intestinais, de modo geral, embora de naturezas diferentes, costumam apresentar sintomas semelhantes, o que muitas vezes dificulta a identificação correta do problema.
A síndrome do intestino irritável (SII) é um problema recorrente e, ao contrário do que muita gente pensa, não é provocado pelo estado emocional do paciente, embora sofra influências do mesmo.

Caracteriza-se por ser um distúrbio funcional, onde há alterações dos movimentos normais do intestino, especialmente dos movimentos peristálticos, associadas a uma maior sensibilidade gastrointestinal, sem a presença de lesões ou inflamações. Dentre os principais sintomas destacam-se a alternância entre diarreias e prisão de ventre, dores abdominais e sensação de evacuação incompleta.

Os óleos essenciais podem auxiliar diversos problemas gastrointestinais, trazendo alívio aos sintomas, ajudando o organismo a se reequilibrar e não apenas mascarando ou aliviando os sintomas temporariamente, como os efeitos de muitos dos fármacos atualmente empregados para o distúrbio.

QUAIS ÓLEOS ESSENCIAIS SÃO MAIS INDICADOS PARA SII?

– HORTELÃ PIMENTA: É o óleo essencial mais indicado para distúrbios digestivos. Alivia eficazmente espasmos, ajuda a regular a frequência da defecação, ameniza os inchações e flatulências, melhorando a dor e desconforto abdominal. Por ser um óleo suave, pode ser utilizado em crianças.

– GENGIBRE: Conhecido há muito tempo por suprimir a náusea, diversos estudos documentam a habilidade do gengibre de parar os enjoos e vômitos em um dos testes mais severos: o pós-cirurgia. O gengibre também é usado para diminuir náusea e vômitos na gravidez. Esfregar o óleo essencial de gengibre sobre o estômago pode auxiliar nesses desconfortos.

– LAVANDA: Possui atuação antiespasmódica, amenizando contrações e cólicas abdominais. É carminativo, aliviando os gases.

– JASMIM: Inalar ou aplicar topicamente o óleo essencial absoluto de jasmim, ajuda a aliviar cólicas e espasmos.

– BLEND DE ALECRIM, LIMÃO E HORTELÃ-PIMENTA em uma massagem ajuda a aliviar prisão de ventre. O procedimento apresentou resultados positivos em idosos, com perduração dos efeitos por até duas semanas após o tratamento.

– BLEND DE HORTELÃ-PIMENTA, ALCARÁVIA, LIMÃO, GENGIBRE, FUNCHO E ERVA-DOCE: Este blend de óleos essenciais oferece vantagens únicas ao lidar com problemas específicos dos intestinos. Ele não só oferece conforto e alívio, mas também fornece um suporte de limpeza e melhora a evacuação.

Poder cuidar do corpo de modo natural é muito positivo e contribui não apenas para o alívio imediato dos sintomas, mas na manutenção de todo o equilíbrio do organismo. Faça escolhas conscientes!

Você encontra todos os produtos citados neste artigo em nossa loja virtual ou em qualquer revenda Laszlo: www.emporiolaszlo.com.br

GRUPO LASZLO

REFERÊNCIAS:
1. Laheij RJ, et al., Risk of community-acquired pneumonia and use of gastric- suppressive drugs,” JAMA. 2004 Oct; 27;292 (16):2012-3.

2. Dial S, et al., “Use of gastric acid-suppressing agents and the risk of community-acquired Clostridium difficile-associated disease,” JAMA. 2005 Dec; 21;294 (23):2989-95.

3. Kline RM, et al., “Enteric-coated, pH-dependent peppermint oil capsules for the treatment of irritable bowel syndrome in children,” J Pediatr. 2001 Jan; 138 (1):125-8.

4. Liu JH, et al., “Enteric-coated peppermint-oil capsules in the treatment of irritable bowel syndrome: a prospective, randomized trial” J Gastroenterol. 1997 Dec; 32 (6):765-8.

5. Grigoleit HG, Grigoleit P, “Peppermint in irritable bowel syndrome” Phytomedicine. 2005 Aug; 12(8):601-6.

6. Hadley SK, Gaarder SM, “Treatment of irritable bowel syndrome,” Am Fam Physician. 2005 Dec 15;72(12):2501-6.

7. Bone ME, et al., “Ginger root – a new antiemetic. The effect of ginger root on postoperative nausea and vomiting after major gynaecological surgery.” Anaesthesia. 1990 Aug;45(8):669-71.

8. Chaiyakunapruk K, et al., “The efficacy of ginger for the prevention of postoperative nausea and vomiting: a meta-analysis,” Am J Obstet Gymecol. 2006 Jan;194(1):95-9.

9. Vutyavanich T, et al., “Ginger for nausea and vomiting in pregnancy: randomized, double-masked, placebo-controlled trial,” obstet Gynecol. 2001 Apr;97(4):577-82.
10. Lis-Balchin M, Hart S, “Studies on the mode of action of the essential oil of lavender (Lavandula anagustifolia P. Miller)”, Phytother Res. 1999 Sep;13(6):540-2.

11. Lis-Balchin M. et al., “Jasmine absolute (Jasminum grandiflora L.) and its mode of action on guinea-pig ileum in vitro,” Phytother Res. 2002 Aug;16(5):437-9.

12. Kim MA, et al., “Effect of aromatherapy massage for the relief of constipation in the elderly,” Taehan Kanho Hakhoe Chi. 2005 Feb;35(1):56-64.

13. Aqel MB, “Relaxant effect of the volatile oil of Rosmarinus officinalis on tracheal smooth muscle”, J Ethnopharmacol. 1991 May-Jun;33(1-2):57-62.

14. Ohno T, et al., “Antimicrobial activity of essential oils against Helicobacter pylori.” Helicobacter. 2003 Jun;8(3):207-15

15. Preuss HG, et al., “Mintmum Inhibltory concentrations of herbal essential oils and monolaurin for gram-positive and gram-negative bactéria”, Mol Cell Biochem. 2005 Apr;272(1-2):29-34.

LASZLO
O Essencial em sua Vida.
www.laszlo.ind.br

Similar Posts